Rádio Couraço FM
Ouvir

Refugiado é resgatado por ministério após fugir da África: “Deus se move quando oramos”

Refugiado é resgatado por ministério após fugir da África: “Deus se move quando oramos”

Amadou* fugiu da África com a esposa e duas filhas para escapar dos ataques islâmicos que colocaram em risco a família. Porém, durante a fuga, eles enfrentaram desafios que os levaram a Jesus.

A família cruzou o deserto do Saara com a intenção de chegar ao Mar Mediterrâneo e, depois, à Europa. No entanto, quando desembarcaram, a esposa de Amadou não pôde seguir com eles. Então, Amadou e as filhas foram forçados a deixá-la para trás.

Durante a travessia, a água gelada entrou no barco e congelou os pés da filha mais nova. A outra filha, que tinha oito anos, foi estuprada na embarcação.

Quando chegaram à Europa, um ministério local que auxilia refugiados ajudou a família e os levou para um hospital. No entanto, o dano nas pernas da filha mais nova foi grande e os médicos precisaram amputá-las. 

Além disso, um coágulo sanguíneo se formou em seu cérebro, o que causou um derrame e a deixou em coma. 

A mais velha, estava em estado de choque e não conseguia reagir a qualquer tentativa de comunicação.

Quando Amadou estava sem esperanças devido a situação das filhas e por não ter a localização de sua esposa, ele reconheceu que precisava de um milagre.

“Precisávamos de um milagre, bem, de vários milagres, na verdade”, disse ele ao Christian Aid Mission.

Então, o líder do ministério de refugiados (que não foi identificado) e cristãos locais começaram a orar pela família pedindo a intervenção de Deus.

Resposta de oração

Tempo depois, a filha mais nova de Amadou saiu do coma e começou a reagir. A mais velha passou a frequentar a escola dominical, e começou a falar e ler histórias sobre Jesus. 

Segundo o Christian Aid Mission, o ministério também conseguiu localizar a esposa de Amadou e reunir a família.

“Deus é poderoso. Quando oramos, Ele se move no campo do impossível e torna isso possível”, disse o líder.

À medida que Amadou viu a mudança em suas filhas, ele começou a acreditar e confiar no poder de Deus. 

“Aos poucos, eles estão confiando em nós e sabemos que em breve eles receberão Jesus. É obra do Espírito Santo”, afirmou o líder.

Evangelho

De acordo com o Christian Aid Mission, os ministérios não só ajudam os refugiados a obter as ferramentas necessárias para o reassentamento, mas também os auxiliam na construção de relacionamentos para superar traumas e compartilham o amor de Cristo. 

A partir desse trabalho, muitos refugiados que aceitam Jesus conseguem ministrar o Evangelho para suas famílias na África. 

“Isto está transformando algumas cidades em África onde nunca ouviram falar de Jesus”, concluiu o líder.

*Nomes alterados por motivo de segurança

 

NOTÍCIAS MAIS LIDAS